ACESSIBILIDADE-02

Diversidade e inclusão: Conheça o Programa Integridade 2020, maior projeto de acessibilidade do Itaú Unibanco em parceria com Afferolab

7+

Embora a acessibilidade seja assegurada por lei para toda Pessoa com Deficiência (PCD) e já esteja na pauta de diversas empresas, promovê-la de verdade em muitos momentos pode parecer algo distante de ser alcançado. Quando pensamos em aprendizagem corporativa então, nem se fala.

Muitos são os desafios para disponibilizar ações de desenvolvimento mais equitativas e com a mesma qualidade do que aquelas oferecidas às pessoas que não têm qualquer tipo de deficiência, no entanto, estamos aqui para mostrar que por mais que pareça um bicho de sete cabeças, promover aprendizagem acessível e inclusiva pode ser mais factível do que você imagina. Confira o caso:

 

É bem verdade que os debates sobre diversidade e inclusão estão evoluindo e conquistando mais espaço nas empresas, tanto que muitas delas já estão comprometidas e se mobilizando para garantir uma maior inclusão no que diz respeito ao desenvolvimento das capabilities de seus colaboradores.

Assim é com o Itaú Unibanco, parceiro Afferolab de longa data que nos acionou para apoiar a concepção e lançamento do Programa de Integridade 2020, seu maior projeto com acessibilidade.

 

O programa dispõe de mais de cinco horas de aprendizagem on-line, com recursos de acessibilidade em 100%  dos conteúdos, promovendo assim a inclusão de todos os profissionais que têm deficiência auditiva ou visual.

 

Entre as soluções, destacam-se o uso de vídeos em LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais), além de legendas para os colaboradores que não têm fluência nesta linguagem. Para promover a acessibilidade das pessoas com deficiência visual seja pela ausência, baixa visão ou daltonismo, foram utilizados recursos como inversão de cores, uso de tonalidades de cinza e aumento do cursor.

 

A ação deve alcançar cerca de 90 mil colaboradores de todas as áreas do banco. Isso porque os recursos aplicados estão disponíveis e visíveis para todos, ou seja, o conteúdo é o mesmo, mas com funções que promovem uma experiência de qualidade independentemente do colaborador ser ou não uma pessoa com deficiência.

 

Esse ponto, em especial, tem sido reconhecido como um diferencial do projeto por vários profissionais do banco pois, segundo eles, demonstra na prática como um conteúdo pode ser inclusivo sem perder sua excelência e funcionalidade.

 

Rodolfo Freitas, colaborador do Itaú Unibanco e um dos responsáveis pelo programa, afirma:

 

“Temos como compromisso promover a inclusão na aprendizagem e acolher a todos. Até mesmo para os que têm baixa visão e são daltônicos – não podemos deixar ninguém de lado.  Por ser tratar de um tema institucional, precisávamos garantir que a mensagem chegasse a todos os colaboradores sem nenhum tipo de dificuldade ou limitação.

 

Nosso maior sonho é que todos os conteúdos digitais sejam 100% acessíveis, tanto para cegos quanto para surdos, que são nossos maiores públicos no que diz respeito à necessidade de acessibilidade. Nossa meta é promover uma aprendizagem significativa onde o colaborador não sofra para aprender e usufrua da melhor experiência”.

 

Vale destacar que o projeto só se tornou possível graças ao trabalho colaborativo entre Itaú Unibanco e Afferolab.

Para isso, trabalhamos em uma equipe multidisciplinar com profissionais das áreas de projetos, desenvolvimento, audiovisual, além é claro dos times de aprendizagem, design, UX e qualidade.  

A equipe destaca que aprendeu muito ao longo do processo, especialmente no que diz respeito ao uso das LIBRAS e recomenda algumas boas práticas para que projetos com esse recurso possam ter o máximo de eficácia:

 

Planejamento é a chave!

Investir tempo para planejar bem todas as etapas de desenvolvimento, considerando experiência completa do colaborador e a inclusão das LIBRAS desde o desenho da estratégia, prevendo o tempo de produção e os  profissionais especialistas envolvidos, será determinante para o sucesso.

 

Pessoas certas nos lugares certos

É necessário prever bons profissionais capazes de traduzir cada tela e que trabalhem em parceria com a equipe audiovisual, responsável por realizar as captações e a edição de todos os vídeos.

 

Atenção às especificidades

Recomenda-se que além da produção de um storyboard de conteúdo, a produção deste tipo de solução contemple também um script “espelho do roteiro”, criado especificamente para direcionar a atuação do profissional que vai gravar os vídeos.

 

Fechando com qualidade

Depois de tudo finalizado, é preciso contemplar uma etapa de qualidade para verificar se tudo o que foi produzido está de acordo com o que foi planejado e se funciona perfeitamente.

 

Na Afferolab, acreditamos na diversidade e inclusão como elementos indispensáveis para o sucesso de toda e qualquer empresa. 

Por isso temos aprimorado a qualidade no desenvolvimento de iniciativas como essa a fim de que ganhem cada vez mais força e espaço no mercado e, assim, façam valer ainda mais nosso propósito de aprender sempre e compartilhar todos os dias.

Caso você tenha um desafio parecido com o do Itaú Unibanco e queira saber mais sobre como podemos te auxiliar, fale com nosso time!

 

 

 

7+

CURTIU ? 

7+
COMPARTILHE:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

- ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES -